Perita criminal explica trabalho em carro de universitário morto no RN

Trabalho dos peritos no carro de Máximo Augusto seguem nesta quarta (6) (Foto: Francisco Júnior/Inter TV Cabugi).
 Trabalho dos peritos no carro de Máximo Augusto seguem nesta quarta (6) (Foto: Francisco Júnior/Inter TV Cabugi)

O Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) começa nesta quarta-feira (6) o trabalho mais minucioso de perícia no carro do universitário Máximo Augusto encontrado morto no último domingo (3). De acordo com a perita criminal Lídyce Guerra, esta etapa tem como objetivo coletar material biológico, como sangue, sêmen, fios de cabelo, que possam ajudar na identificação do suspeito.

O carro de Máximo Augusto foi encontrado na manhã desta terça (5) em uma rua do bairro candelária, na Zona Sul de Natal. Dentro do carro a polícia encontrou uma calça jeans e uma camisa vermelha, que ainda não se sabe se são da vítima. "Havia também areia que pode ser do local onde o corpo foi encontrado", disse a perita.

G1RN

Comentários