Atentado deixa dois mortos em Umarizal; crime foi anunciado através de vídeo


O alvo do ataque a tiros era Afonso Dantas da Costa, de 24 anos, porém os tiros na multidão terminam acertando também o adolescente Francisco Lucas de França Andrade, de 17 anos, na cabeça. Apesar dos esforços da médica Thaisa e do enfermeiro Augusto, faleceu quando chegava no Hospital Regional Tarcísio Maia em Mossoró.

Segue o depoimento de Hugo Leonardo.

Uma festa religiosa que prometia ser uma das mais participativas da nossa cidade, interrompida pela violência que assola nossa comunidade e nossas vidas. Um episódio lamentável e que com certeza, mudará o clima da cidade e principalmente da festividade. O pavor foi imenso e traumatizante para todos os presentes, sejam eles adultos ou crianças. Até onde iremos nesse ritmo? A que ponto chegará a intolerância humana com seus semelhantes? O poder público inerte, a justiça capenga, e o povo padecendo, perdendo a liberdade diante da violência que nos torna reféns. Até aqueles que na sua inocência não tem noção de quão grande é o descaso com a vida humana, se viram amedrontados e encurralados sem saber pra onde correr e como se proteger. Assim vimos muitas crianças, na praça pública, na noite de ontem, procurando por seus pais, enquanto estes também partilhavam do mesmo medo, por não encontrá-los na multidão assustada. Eu estava a alguns metros, uns 20 metros talvez. Os tiros foram certeiros, exceto o que baleou o jovem que morreu aí em Mossoró. Que Deus nos proteja, pois somente este, dentro da nossa fé, pode nos dar um alento. E que o Sagrado Coração de Jesus nos ajude a superar esta lembrança de uma noite terrível.

Hugo Leonardo, servidor da CAERN.

Na Polícia Civil da cidade, o clima também é de indignação e de empenho de todos os policiais para localizar e prender os autores do ataque. Um diante antes do ataque, bandido mascarado publicou vídeo no WhatsApp avisando que iria matar o Afonso e outras duas pessoas.

Comentários