Detran realiza leilão de veículos apreendidos no RN

Automóveis e motocicletas foram divididos em 702 lotes  (Foto: Divulgação/Detran-RN)

Automóveis e motocicletas foram divididos em 702 lotes (Foto: Divulgação/Detran-RN)

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran/RN) vai realizar nos dias 10 e 11 de novembro um leilão de veículos apreendidos pelo órgão.  O evento está marcado para começar a partir das 9h, no Espaço de Eventos Gilson Buffett, situado na Avenida dos Ipês, no bairro de Neópolis, na Zona Sul de Natal. Ao todo, 1.089 veículos serão leiloados (clique AQUI para ver o edital).

O aviso de leilão foi publicado no Diário Oficial do Estado deste sábado (24).Os automóveis e motocicletas foram divididos em 702 lotes. Todos os veículos foram apreendidos pelo Detran e estavam retidos no pátio do órgão a mais de 90 dias.

De acordo com o Detran, relação de veículos a serem leiloados envolvem aqueles que devem permanecer em circulação, além de outros destinados exclusivamente à sucata. Os interessados podem ter acesso aos veículos nos dias 04 e 05 de novembro no pátio de apreensão do órgão,  localizado na Avenida Capitão Mor Gouveia, bairro do Bom Pastor, na Zona Oeste de Natal. O horário para visitação é das 8h às 14h.

Os interessados em participar do leilão devem realizar um pré-cadastro de participação disponível para preenchimento no site do Detran (clique AQUI). O cadastro também pode ser efetivado no momento do leilão. Para o cadastro, pessoa física deve apresentar RG, CPF e comprovante de residência e pessoa jurídica, o contrato social e CNPJ da empresa. A participação também pode ser feita de forma online, bastando que o interessado obedeça às exigências cadastrais especificadas (clique AQUI).

O candidato que for responsável pelo arremate de qualquer bem deve assinar um comprovante de arrematação contendo número, valor e descrição do lote, como também efetuar o pagamento de sinal correspondente a 20% do valor do lote adquirido e após a data do pregão, em até três dias úteis, concluir a compra quitando os 80% que restarão. O custo de cada lote arrematado deve ser acrescido de 5%, referente à comissão do leiloeiro, além de 0,85% de ICMS, se o veículo for de circulação, ou 17% se o lote for destinado à sucata.

G1

Comentários