Barra de vídeo

Loading...

terça-feira, 10 de maio de 2016

Protestos contra o impeachment fecham vias em 20 estados e no DF

Motoristas não deixaram as garagens em Natal
(Foto: Wendell Jefferson)

Protestos contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) atingiram rodovias, avenidas e sistemas de transportes públicos em 20 estados e no Distrito Federal na manhã desta terça-feira (10). No Senado, a votação sobre a continuidade do processo para afastar a presidente está prevista para esta quarta-feira (11).

Além do Distrito Federal, os atos ocorreram nos seguintes estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Em 13 deles e no DF, os protestos já foram encerrados.

As manifestações são lideradas por movimentos sociais e sindicatos.


NO RIO GRANDE DO NORTE
 
A terça-feira amanheceu sem ônibus em Natal. Motoristas e cobradores aderiram à paralisação nacional convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTT) e não saíram das garagens.

Às 9h10, por meio de uma rede social, a Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) informou que os ônibus começaram a circular.

No campus central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, na Zona Sul da cidade, um grupo de manifestantes ateou fogo em pneus. As chamas obstruíram o tráfego de veículos e impediram a entrada na instituição às margens da BR-101. Às 9h, a Polícia Rodoviária Federal informou que o trânsito de veículos fluía normalmente na BR-101, no trecho que corta Natal.

Em Natal, na parte da tarde, manifestação contra o impeachment reúne grupo de pessoas no cruzamento das avenidas Senador Salgado Filho e Bernardo Vieira, no Tirol, Zona Leste da cidade.

O ato é organizado pela Frente Brasil Popular. Até o momento, nem os organizadores, nem a Polícia Militar do Rio Grande do Norte repassaram a estimativa de pessoas na manifestação.

O ato é organizado pela Frente Brasil Popular. Às 17h30, os organizadores da manifestação informaram que 5 mil pessoas estavam no ato. A Polícia Militar do Rio Grande do Norte ainda não repassou a estimativa de pessoas.

Via G1



0 comentários:

Postar um comentário