RN fecha fevereiro com 1.282 desempregados a mais, diz Caged



 Setor de serviços teve melhor resultado em fevereiro (Foto: Reprodução/EPTV)

No Rio Grande do Norte, fevereiro terminou com 1.282 desempregados a mais em relação ao mês anterior. A estatística é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Só em Mossoró, maior cidade do Oeste potiguar, o saldo foi de 1.064 pessoas demitidas. 

A agropecuária é o setor que mais perde empregos desde o início do ano, com 2.158 postos de trabalho a menos. Apesar disso, o setor contratou mais do que demitiu ao longo dos últimos 12 meses, segundo os dados do Caged, e teve saldo positivo de 957 vagas. Em fevereiro, o setor de serviços teve o melhor resultado: saldo de 531 contratações, a maioria – 423 – de profissionais do ensino. Só este ano, o setor contratou 1.368 pessoas a mais do que demitiu, mas 2.175 postos de trabalho foram perdidos desde fevereiro do ano passado. Além do setor de serviços, tiveram bons resultados – ainda que tímidos – os setores de serviços industriais de utilidade pública, com 28 vagas a mais, e de construção civil, com 82 a mais. Demitiram mais do que contrataram: extração mineral, indústria de transformação e comércio.

 A administração pública ficou praticamente estável, com 3 empregos a menos. Últimos 12 meses De acordo com a pesquisa, o RN tem hoje 12.434 desempregados a mais do que em fevereiro do ano passado. Os maiores cortes aconteceram na construção civil (-5.630 empregos), no comércio (-3.031), nos serviços (-2.175) e na indústria da transformação (-1.876). O único resultado positivo foi da agropecuária (957). Natal teve a maior queda absoluta no número de empregados, 8.197 a menos, seguida de Mossoró, onde 3343 postos de trabalho foram cortados, segundo os dados Caged. Já Apodi (350), Nova Cruz (317), João Câmara (57), Touros (55) e Canguaretama (45) tiveram saldo positivo.

G1RN

Comentários