RN tem 296 pacientes na lista de espera por transplante de órgãos

Segundo Raissa de Medeiros Marques, famílias ainda recusam doação de órgãos por falta de conhecimento (Foto: Divulgação/ Sesap)

O Rio Grande do Norte tem 296 pacientes na lista de espera por um transplante. Desse total, 151 aguardam por novos rins. Os dados foram divulgados pela coordenadora da Central de Transplantes do Estado, Raissa de Medeiros Marques, durante uma audiência pública realizada nesta terça-feira (11), na Assembleia Legislativa. 

O evento marcou o lançamento da campanha “Doe órgãos. Salve vidas”, que visa conscientizar a população sobre a importância de doar órgãos. Segundo a Central de Transplantes, mais de 40% das famílias de potenciais doadores de órgãos se recusa a liberar os procedimentos para que os órgãos salvem outra vida. 

“A principal causa apontada de recusa das famílias à doação é o desconhecimento em vida do desejo de doar seus órgãos por parte do falecido, bem como outros fatores culturais, religiosos. Para rever essa realidade, são necessários apenas dois passos. O primeiro passo é, seja um doador. O segundo, avise a sua família”, explica a coordenadora. 

No primeiro quadrimestre de 2017 foram feitos 100 transplantes, superando os 65 procedimentos registrados pelo estado no mesmo período do ano passado. Atualmente, transplantes de rim e córnea são feitos em unidades potiguares. Até o ano passado também se transplantava medula óssea. 

Depois do transplante renal, os mais aguardados são de córnea e medula óssea, com 123 e 22 pacientes, respectivamente. 

Via G1RN

Comentários