Linhas de financiamento da AGN apoiam o empreendedor potiguar



A Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN) é uma empresa de economia mista, com participação de capital do Governo do Estado e Federações da Indústria, do Comércio e da Agricultura, e de outros acionistas.

O objetivo principal é promover o desenvolvimento do Estado, atrair e selecionar novos investimentos e aumentar e melhorar a competitividade dos empreendimentos já existentes, priorizando o setor de Agronegócios (Agroindústria, Agricultura, Aquicultura e Pecuária), Indústria, Comércio e Serviços.

A AGN opera com linhas de financiamento de Recursos Próprios, do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste – FNE, Gestão de Fundo de Desenvolvimento do Comércio e da Indústria – FDCI, Recursos ligados à Inovação e Agropecuária Familiar.
CMEI (Informal)

ITENS FINANCIÁVEIS
• Investimentos fixos e equipamentos
• Capital de giro

BENEFICIÁRIOS
• Empreendedores informais individuais, egressos de programas de qualificação profissional ou detentores dos seus próprios negócios.
LIMITE DE FINANCIAMENTO
• Até R$ 3.000,00

PRAZO DE FINANCIAMENTO
Até 12 meses

ENCARGOS FINANCEIROS
• 1,5% a.m. – Investimento Fixo e Misto

• 1,7% a.m. – Capital de Giro associado a projeto
GARANTIAS

• Fidejussórias: Aval de terceiros ou Aval solidário (componentes dos grupos).

FORMA DE PAGAMENTO
• Mensal.
OBS: O pagamento das parcelas em dia permite o bônus de 100% dos juros.

MCMEI (Formalizado)
ITENS FINANCIÁVEIS
• Investimentos fixos e equipamentos
• Capital de giro

BENEFICIÁRIOS
• Microempreendedores individuais legalizados, com CNPJ ativo, egressos de programas de qualificação profissional ou detentores dos seus próprios negócios.

LIMITE DE FINANCIAMENTO
• Até R$ 6.000,00

PRAZO DE FINANCIAMENTO
• Até 24 meses

ENCARGOS FINANCEIROS
• 1,5% a.m. – Investimento Fixo e Misto

• 1,7% a.m. – Capital de Giro associado a projeto 

GARANTIAS
• Fidejussórias: Aval do proprietário e de terceiros ou Aval solidário (componentes dos grupos).
FORMA DE PAGAMENTO

• Mensal.
OBS: O pagamento das parcelas em dia permite o bônus de 100% dos juros.

O Programa de Microcrédito do Empreendedor – PME é uma estratégia de desenvolvimento econômico/social implementada pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, sob a coordenação da Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social - SETHAS e operacionalização da AGN, tendo como objetivo fomentar ações integradas de qualificação profissional e gerencial, assistência técnica, concessão de crédito, acompanhamento e avaliação, com foco na melhoria de vida da população trabalhadora e empreendedora do RN, visando a inserção dessas pessoas no mercado de produção de bens e serviços nos diferentes setores da economia.

O Programa contempla empreendedores formais e informais que queiram montar ou ampliar os seus negócios, em condições de competitividade e sustentabilidade, podendo ser feito individualmente ou em grupos solidários.

O PME financia investimentos e capital de giro associado a projetos com foco nos artesãos, pequenos comerciantes, prestadores de serviços, pequenas indústrias e o agronegócio.

As taxas de juros adotadas pelo Programa são: investimentos com 1,5% ao mês, equivalente a 19,56 ao ano e capital de giro associado a projeto com 1,7% ao mês, equivalente a 22,42% ao ano.

O limite de financiamento para empreendedores informais é de até R$ 3.000,00 e para os formais, é de até R$ 6.000,00. 

O prazo das operações de crédito destinadas aos empreendedores informais é de até 12 meses, acrescido de até 03 meses de carência. Já para os formais, em se tratando de investimentos fixos podem ser em até 24 meses, inclusive, 04 de carência.

São etapas operacionais do PME: mobilização, capacitação, cadastramento, solicitação de financiamento/plano de negócio, contratação, liberação, monitoramento e avaliação.

Bônus de adimplência: pagando em dia as parcelas, obtém-se a bonificação de 100% dos juros do financiamento.

Comentários